Leite/América do Sul – Na Argentina e Uruguai, o tempo ensolarado favoreceu o desenvolvimento do milho e da soja, além de minimizar as condições de lama em diversas fazendas de leite. Enquanto isso, aguaceiros se intensificam no Brasil Central, enquanto uma seca persistente atinge a região sul do país.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Leite/América do Sul – Na Argentina e Uruguai, o tempo ensolarado favoreceu o desenvolvimento do milho e da soja, além de minimizar as condições de lama em diversas fazendas de leite. Enquanto isso, aguaceiros se intensificam no Brasil Central, enquanto uma seca persistente atinge a região sul do país.

A produção de leite no Brasil e em toda a região do Cone Sul, sazonalmente, tende para baixo devido as temperaturas elevadas do verão, que causam estresses no rebanho leiteiro. Além disso o teor de gordura/proteína cai, contribuindo para que as bonificações sejam reduzidas. Em termos gerais, embora a produção de leite venha caindo ao nível continental, está conseguindo atender a demanda de leite fluido/UHT, queijo e iogurte. Mesmo assim, a oferta de creme está muito apertada, pressionada também pela forte demanda por cervejas, sorvetes e leite processado. Com início das aulas na próxima semana, as instituições de ensino devem aumentar os pedidos por leite engarrafado.

O Papel do Lácteo na Formação e Manutenção da Estrutura Muscular.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER