O município de São Jorge D’Oeste, no sudoeste do Paraná, será a sede da nova fábrica de queijos da Piracanjuba, anunciada no fim de 2020.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
O superintendente da Piracanjuba, Cesar Helou, disse em comunicado que “a fábrica será a terceira da empresa destinada à produção de queijos e manteigas e terá capacidade de processamento de 1.370.000 litros de leite por dia (Imagem: Pixabay/stevepb)

A previsão é que até o segundo semestre de 2025 a fábrica esteja funcionando em sua totalidade. A unidade deve proporcionar 250 postos de trabalho.

O superintendente da Piracanjuba, Cesar Helou, disse em comunicado que “a fábrica será a terceira da empresa destinada à produção de queijos e manteigas e terá capacidade de processamento de 1.370.000 litros de leite por dia.

Na primeira etapa, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2024, a unidade fabril produzirá muçarela e manteiga.

Na segunda etapa, o local também será sede de um complexo industrial para secagem de soro, que servirá de insumo para outras produções, e uma fábrica de leite longa vida (UHT)”.

 

Como em quase todos os aspectos da vida, o que é bom é bom porque está em equilíbrio: a dieta mais completa, mais ecológica e mais barata possível dentro dessa completude será composta de animal, com o leite desempenhando um papel de liderança, e vegetal.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER