Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Todos pagam por esse imposto, mas talvez poucos saibam sobre ele, afinal nem todo mundo tem o costume de ficar conferindo a relação da fatura, só olha o preço final e paga o valor. Mas saiba que esse imposto é o responsável por aumentar o valor da sua fatura. E além disso, a alíquota dele é diferente para cada Estado.

Não sabia disso? Então, que tal aprender um pouco melhor sobre esse imposto e quem sabe usá-lo como tema para o Trabalho de Conclusão de Curso de Contabilidade? Afinal, se trata de um tema atual, interessante e que desperta o interesse da comunidade acadêmica. Então, se quiser saber mais sobre o assunto, continue lendo esse artigo.

Os Trabalhos de Conclusão Estão Sendo Realizados Remotamente?

Isso mesmo, aliás toda a formatação dos cursos presenciais foram migradas para o sistema remoto, a Unopar foi uma das pioneiras nesse sistema, migrando seu portfólio para se adequar às necessidades atuais em tempos de pandemia. Os Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC também estão acontecendo de forma remota.

Nos quais, no dia indicado a banca examinadora e o bacharelando se conectam através de um link virtual e a apresentação ocorre em uma plataforma de transmissão de áudio e vídeo. Infelizmente, tais medidas são necessárias diante do cenário que ainda estamos vivendo. Mas, nada disso deve abalar o seu sonho de pegar o diploma do Curso de Contabilidade.

O Que é ICMS?

Estamos falando muito nessa sigla, portanto, faz-se necessário explicar um pouco mais sobre ela. E então, o que seria ICMS? Trouxemos uma definição:

O Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) é um Imposto Estadual sob Administração Estadual Brasileiro, ou seja, somente os governos dos Estados e do Distrito Federal têm competência para instituí-lo (conforme o art. 155, II, da Constituição de 1988).

https://pt.wikipedia.org/wiki/Imposto_sobre_Circula%C3%A7%C3%A3o_de_Mercadorias_e_Servi%C3%A7os

Pronto, agora que já entendemos a definição de tal imposto ficou claro que ele é aplicado ao transporte de toda e qualquer mercadoria que circula entre cidades ou estados, sendo cobrado de pessoas jurídicas ou físicas. Por exemplo, ao adquirir uma televisão na sua loja favorita, você estará pagando o ICMS sobre o produto.

O mesmo vale para por exemplo um produtor que vende leite para a sorveteria da região, ao vender o leite para que os sorvetes sejam produzidos o ICMS vai incidir sobre o preço do leite, o mesmo acontece quando o sorvete é vendido para os consumidores. Aí você deve estar pensando: nossa, mas então o ICMS incide em tudo? Mais abaixo vamos explicar no que ele incide.

Fatores que Incidem o ICMS

Se tem uma boa temática para seu TCC de Contabilidade é os fatores de incidência do ICMS, veja essa lista de fatores e transações nos quais ele incide:

  • Adquirir mercadorias de modo geral, não se limitando à electrodomésticos, mas também comida e bebida;
  • Transporte não só de pessoas, como por exemplo quando você viaja de ônibus, mas também de mercadorias, bens e etc;
  • Importar mercadorias também incide o ICMS;
  • Ao prestar fornecimento de mercadorias;
  • Nos serviços de telecomunicação;
  • No petróleo e até mesmo na energia elétrica.

E aí, vocês sabiam que o ICMS incide até mesmo na energia elétrica? Bem, agora sabem. Como dissemos esse é um excelente tema para seu TCC, e caso precisem de ajuda para elaborar o TCC podem contar com os profissionais qualificados do MyStudybay, ao acessar a plataforma um profissional vai conversar com você e tirar as suas dúvidas. Aproveite e ao acessar a plataforma, leia os outros artigos e conteúdos disponibilizados na página.

Ficou Curioso Para Saber Qual o Valor da Alíquota?

Depois de saber que o ICMS incide sobre basicamente todas as mercadorias, não tem esse ser que não fique curioso para saber de quanto é esse valor. Essa porcentagem varia de acordo com cada estado brasileiro, girando em torno de 12% até 20%. Sim, o preço é salgado e ao final é você que paga ele.

Montamos aqui um pequeno quadro com as alíquotas:

Na Bahia de 18% No Tocantins de 18% No maranhão de 18% No Rio Grande do Norte de 18% No Paraná de 18%
No Acre de 17% No Amapá de 18% Em Rondônia de 17% Alagoas de 12% No Espírito Santo de 17%
No Distrito Federal de 18% Em São Paulo de 18% Mato Grosso de 17% Em Roraima de 17% Amazonas de 18%
No Pará de 17% Em Pernambuco de 18% Rio Grande do Sul de 18% Em Sergipe de 18% Minas Gerais de 18%
Caerá de 18% Em Mato Grosso do Sul de 17% Na Paraíba de 18% Piauí de 18% Goiás de 17%
No Rio de Janeiro de 20% Santa Catarina de 17%

 

Como podemos notar da tabela o estado de Alagoas é o que possui a menor alíquota, enquanto que o estado do Rio de Janeiro o maior. Tá aí outro tema interessante para abordar no TCC a diferença dessas alíquotas e o quanto isso impacta no preço final. Bem, esperamos que tenham gostado das nossas dicas e sugestões, um abraço e até a próxima.

No total, 57 prêmios vieram para o Brasil; produção do queijo mineiro já é reconhecido como patrimônio cultural imaterial.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER