Os preços do milho no mercado interno atingiram novo recorde no fechamento desta terça-feira, 25. De acordo com o indicador do milho Esalq/BM&FBovespa, o valor do cereal chegou a atingir R$ 59,55 por saca.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Os preços do milho no mercado interno atingiram novo recorde no fechamento desta terça-feira, 25. De acordo com o indicador do milho Esalq/BM&FBovespa, o valor do cereal chegou a atingir R$ 59,55 por saca. No acumulado de março, a cotação já subiu quase 12%.

Segundo os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), as altas nos preços refletem as incertezas ligadas ao desenvolvimento da segunda safra. Há um receio sobre a disponibilidade do cereal nos próximos meses.

Além disso, em 2019, o Brasil atingiu volumes recordes de exportação, o que reduziu ainda mais a oferta do grão no mercado interno. Com isso, produtores rurais optaram por segurar as vendas, acreditando em novas altas.

“Ressalta-se que a forte valorização do dólar frente ao real eleva a competitividade internacional do cereal brasileiro e deve favorecer o movimento de alta dos preços nos próximos meses”, disse o Cepea.

Em novembro, o preço do leite registrou nova queda em Minas Gerais.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER