Até o meio da semana os preços estavam estáveis
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Até o meio da semana os preços estavam estáveis

O mercado brasileiro de milho acaba de ser impulsionado após compras de grandes empresas no fechamento desta semana. Conforme informações divulgadas pela T&F Consultoria Agroeconômica, a média de preços subiu cerca de 1,20%, sendo uma alta consideravel em plena sexta-feira (6).

 

Mesmo com mercados de lotes relativamente estáveis em todo o país, segue firmo as negociações feitas por pequenos granjeiros e pequenas fábricas de ração, com preço de vendedores, sem barganha.

 

Com a participação de grandes empresas, nesta quinta-feira (5), os preços começaram a subir significativamente, tendo uma elevação na média Cepea para 1,20% na região de Campinas, com o preço médio subindo para R$ 54,14, contra R$ 53,50, do dia anterior, acumulando alta de 2,87% no mês, contra 1,65% do dia anterior, segundo a T&F.

 

A produção de milho importada do Paraguai pode chegar ao Oeste do Paraná custando R$ 55,28 (54,44), ao Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 63,39 (62,44) e ao Extremo Oeste de Santa Catarina ao redor de R$ 61,43/saca (60,58). Não está ocorrendo importanção de milho no Mato Grosso do Sul até o momento.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER