Mercado ainda se preocupa com o alto custo de produção.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Mercado ainda se preocupa com o alto custo de produção.

 

 

O maior desejo dos produtores de leite é que o preço se recupere, devido ao alto custo de produção que tem como principal causa o preço da matéria-prima para realizar a atividade. O momento que o país passa também é um agravante, a pandemia afetou fortemente o setor econômico, e isso desencadeou diversas crises na agricultura e agropecuária local.

O gerente de Fomento de Leite da Copérdia, Flávio Durante, comenta sobre o valor pago ao produtor de leite no mês de maio. “Com relação ao preço do leite que foi produzido em abril e que será pago aos produtores agora no mês de maio, todos os indicadores de mercado apontavam para uma certa estabilidade no preço do leite ou pequenas reações”, conta. “Diante desse cenário então, a Copérdia repassou um aumento aos produtores de leite acima do que o mercado recomendava, no sentido de contribuir com os nossos produtores de leite, devido ao momento que a atividade leiteira passa”, completa Flávio.

Flávio também explica o motivo pelo qual a produção de leite está passando na região. “Nós vivemos um momento de custo de produção relativamente alto e uma estiagem prolongada, isso faz com que o produtor aumente o custo de sua produção ainda mais”, comenta. “Então para contribuir com os produtores nesse momento de dificuldade, a Copérdia repassou um aumento que está sendo pago agora aos produtores de leite”, finaliza Flávio.

Nesse momento de dificuldade, a orientação que os especialistas oferecem para os produtores de leite é que foquem muito na produtividade, observando os animais que tem baixa produção para realizar um possível ajuste na composição do plantel. O sul do Brasil passa pela entressafra, um momento de baixa produtividade, devido a estiagem e ao alimento dos animais ter uma qualidade inferior.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER