Um novo valor para o leite tarifado já está em vigor. A partir de 2 de setembro, foi fixado em US$ 4,60 por litro para leite pasteurizado fresco em sachês, de acordo com a resolução do Ministério da Economia publicada na semana passada.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
leite
RESUMO DA SEMANA NO URUGUAI.

O preço vigente até o momento, conforme definido em março passado, era de US$ 37 por litro.

A FONTERRA se recupera e sobe 4,9%.

Nesta terça-feira, a 315ª licitação foi realizada na plataforma eletrônica GlobalDairyTrade (GDT), onde a Fonterra da Nova Zelândia comercializa principalmente, com uma quebra na tendência de queda das cinco vendas anteriores. O leite em pó integral (WMP) também interrompeu as nove vendas consecutivas para baixo ao levar em conta os novos leilões de pulsos GDT.
A média geral para todos os produtos comercializados foi de US$ 4.007 por tonelada, 4,9% acima da segunda venda de agosto. Houve aumentos em todos os produtos, exceto no leitelho em pó, que registrou um declínio de 5,1%.
O volume comercializado caiu 23,2% do leilão anterior para 21.127 toneladas.
O EPL totalizou 12.650 toneladas, 26,1% menos do que o leilão anterior e 3,4% menos do que o primeiro leilão em setembro de 2021.
Nas citações, o SMP é novamente posicionado acima do leite em pó desnatado de referência (SMP), que é o usual.
Foi negociado a US$ 3.610 por tonelada, 5,1% acima do leilão 314 na plataforma eletrônica, e 5,7% acima da terceira venda GDT Pulse.
Embora o Norte da Ásia, e principalmente a China dentro deste bloco, fosse o principal destino dos laticínios comercializados ontem, assim como para o EPL em particular, os 28,2% que representou ontem estão bem abaixo da média dos últimos quatro anos, quando era o destino de 52,3% comercializados nas vendas da GlobalDairyTrade. O menor volume implicado pela queda na participação do Norte da Ásia foi para o Sudeste Asiático, Oceania e Oriente Médio.
O LPD subiu 1,5% para US$ 3.575 por tonelada.
Para a manteiga, foi registrado um aumento de 3,3%, elevando a média para US$ 5.369 por tonelada, enquanto para o queijo cheddar os valores de referência são de US$ 5.046, um aumento de 1% em relação ao segundo leilão em agosto.
O 316º evento da plataforma GlobalDairyTrade será realizado na terça-feira, 20 de setembro, enquanto na próxima terça-feira, 13, será uma nova venda GDT Pulse, onde somente o LPE é comercializado.

Exportações de laticínios em agosto mais altas em termos de dólares desde 2013

As exportações de leite totalizaram 22.682 toneladas em agosto no valor de US$90,6 milhões, o maior volume de negócios do ano e o maior desde outubro de 2013, de acordo com dados da Alfândega.
Um ano antes, eram 19.287 toneladas por US$67,25 milhões.
O Brasil deu um salto e foi o principal comprador. Um total de 8.370 toneladas foram enviadas para esse destino por US$ 35,8 milhões.
Este foi quase o dobro do volume de julho e o mais alto desde novembro de 2020.
A China estava em segundo lugar, com 2.775 toneladas por US$ 10,9 milhões.
A Argélia estava em terceiro lugar, com 2.754 toneladas por US$ 11,6 milhões.
No período cumulativo janeiro-agosto, 151.178 toneladas de produtos lácteos foram exportadas por US$ 589,8 milhões. Uma melhoria de 3,8% em comparação com 145.672 toneladas no mesmo período do ano passado. E 23% mais se comparado aos US$ 478,2 milhões faturados nesse período.
Até o presente ano, a Argélia, o Brasil e a China são os principais compradores, nessa ordem.

Jugos del Uruguay compra a planta industrial da Pili e a transfere para Fray Bentos

A fábrica de queijo da indústria leiteira de Pili em Paysandú – em processo de insolvência desde 2018 – foi adquirida por Jugos del Uruguay, informou La Diaria.
Jugos del Uruguay fez uma oferta por esses bens, que foi aceita pelo BROU – o principal credor – e não houve objeções, de modo que o juiz acabou aceitando a operação. Tanto a administração anterior da Frente Amplio quanto a atual administração do Presidente Lacalle Pou procuraram em várias instâncias que um partido privado assumisse o empreendimento industrial.
Houve sondagens, manifestações de interesse, mas nenhuma proposta concreta sobre a mesa para reavivar as operações da Pili.

O principal obstáculo – como enfrentado por outras indústrias de pequeno e médio porte – é a falta de leite ou bacias para atender à demanda desses complexos industriais.
No ano passado, o principal produtor de leite do Uruguai, a multinacional Olam, decidiu fechar suas fazendas leiteiras, resultando na perda de cerca de 300.000 litros de leite por dia.
O gerente comercial de Jugos del Uruguay, Francisco Pomi, explicou ao El Observador que a estratégia de Jugos del Uruguay era desenvolver o mercado de queijos e assegurou que há vários meses a empresa vinha trabalhando nesse plano e transferir a fábrica de Pili para Fray Bentos, a fim de unificar suas operações industriais.

Neste sentido, ele revelou que a empresa já esteve em contato com vários produtores leiteiros da área para garantir um mínimo de matéria-prima para reativar a produção industrial. “Este é um projeto de longo prazo e levará vários meses”, disse ele.
Pomi destacou que a Jugos del Uruguay tem como objetivo produzir a linha de queijos, gouda, mozzarella e dambo, e manteiga (que a Pili tinha), para adicioná-la e complementá-la à mistura de produtos (sucos) que a empresa já exporta para os mercados da região e da América Central.

Conflito leiteiro novamente. A Federação pára hoje por 24 horas.

Os trabalhadores dizem que foram sancionados por participarem de uma assembléia, a empresa diz que a sanção foi apenas uma reprimenda para aqueles que saíram sem fazer hora de entrar e sair.
Devido a um conflito na Fritran, empresa que distribui os sorvetes da Conaprole, a Federação dos Trabalhadores da Indústria de Laticínios (FTIL) decidiu parar de trabalhar nesta quinta-feira por 24 horas.

Segundo o FTIL, a empresa tomou medidas para suspender os trabalhadores sindicalizados, o sindicato diz que foi por assistir a uma assembléia, o que a empresa nega e acrescenta que foi uma reprimenda por não ter entrado e saído, e que aqueles que o fizeram não foram repreendidos.
A FTIL acrescenta que o presidente da Sudec, o sindicato de Fritran, também foi demitido.

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER