Depois das quedas na segunda quinzena de maio, os preços do milho retomaram a firmeza no mercado brasileiro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

Depois das quedas na segunda quinzena de maio, os preços do milho retomaram a firmeza no mercado brasileiro.

As recentes revisões para baixo nas produtividades médias das lavouras de segunda safra (2020/21) e as incertezas com relação à produção têm pesado sobre as cotações, mesmo com os recuos mais fortes do dólar frente ao real.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a referência para o milho está em R$102,00 por saca de 60 quilos (4/6), frente aos R$101,00 por saca no fechamento do mês anterior.

Diante da baixa oferta interna nesse momento, boa demanda e preocupações com relação à produção na safra de inverno, a expectativa é de que os preços do cereal sigam mais firmes no mercado interno até que a colheita da segunda safra ganhar força no país.

De qualquer forma, o câmbio merece atenção.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER