Sessenta produtores rurais de Santa Cruz do Sul, contemplados no Programa Municipal de Incentivo à Implantação de Cisternas, lançado em edital no mês de janeiro deste ano, terão a partir de agora uma alternativa para armazenar água e driblar os períodos de escassez hídrica no interior.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Foto: Luiz Fernando Bertuol/ Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul/ Divulgação Iniciativa foi uma das medidas estabelecidas pela Administração Municipal para mitigar os efeitos da estiagem

Na tarde desta segunda-feira (18), em frente ao Palacinho da Praça da Bandeira, a Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri) realizou um ato simbólico de entrega dos reservatórios, um investimento de R$ 300 mil com recursos próprios.

A iniciativa foi uma das medidas estabelecidas pela Administração Municipal para mitigar os efeitos da estiagem, que levou a prefeita Helena Hermany a decretar situação de emergência no dia 7 de janeiro. A chegada de quatro caminhões carregados com os reservatórios foi acompanhada por ela, pelo vice-prefeito Elstor Desbessell, pelo secretário de Agricultura, Hardi Lúcio Panke, pelo chefe do escritório local da Emater, Assilo Júnior, por representantes da empresa e por servidores do Município.

O repasse das 60 cisternas – cada uma com capacidade para armazenar até 10 mil litros de água – aos produtores começa ainda hoje e será feito diretamente nas propriedades rurais e nas subprefeituras. Na expectativa para receber a sua, o produtor de leite Rubem Adriano Schmidt, de Travessa Andreas, localizada no distrito de Rio Pardinho, participou do ato e contou que desde 2019 vem enfrentando os problemas de falta de água, que vem se agravando a cada ano. “Tenho açude, mas não foi suficiente e tive que pedir ajuda aos vizinhos. Praticamente metade da produção este ano eu perdi e agora estou me equilibrando para pagar as contas ”, contou.

Rubem é um dos muitos produtores que dependem de água transportada por caminhões-pipa para uso na lavoura e consumo dos animais, critério observado para seleção dos produtores no programa de repasse de cisternas. Na propriedade vivem ele, a mulher e os pais já idosos, o que também colaborou para que fosse habilitado. Logo que soube do edital, ele procurou a Seagri para se habilitar e a esperança agora é que no próximo ano a situação seja mais amena. “Se tivermos uma seca grande, pelo menos por um tempo sei que vai ajudar”, disse.

De acordo com o secretário Hardi, o Programa Municipal de Incentivo à Implantação de Cisternas terá continuidade com o lançamento de um novo edital em breve. Dessa vez serão disponibilizados reservatórios com capacidade de armazenagem de até cinco mil litros de água. Como contrapartida, os produtores devem arcar com os custos da instalação e do sistema de captação.

A seleção dos produtores contemplados no programa observa critérios como utilização de serviços de caminhão-pipa, número de pessoas beneficiadas na propriedade e existência de crianças, idosos ou pessoas portadoras de necessidades especiais.

Prefeitura de Santa Cruz realiza entrega simbólica de cisternas
Foto: Luiz Fernando Bertuol/ Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Santa Cruz do Sul/ Divulgação

Conseleite Rondônia alerta que outros parâmetros são considerados pelo mercado para estabelecer o valor final do leite a ser pago ao produtor.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER