O levantamento de preços foi realizado em supermercados localizados na cidade.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
leite

O Procon Estadual do Rio de Janeiro vem realizando um levantamento de preços de itens que fazem parte da cesta de alimentação dos consumidores nilopolitanos. Desta vez, a pesquisa comparou os valores do leite praticados de julho e agosto de 2022 com os de setembro e outubro de 2022.

O levantamento de preços foi baseado em seis marcas do litro de leite, entre integral e desnatado, em estabelecimentos localizados em Nilópolis. A maior redução ficou em 22%.}

“O Procon vem monitorando os preços de itens da cesta básica e combustível desde a redução do ICMS para servir de fonte de pesquisa, monitoramento e ajudar o consumidor fluminense”, acrescentou o presidente da autarquia, Cássio Coelho.

O Procon-RJ já comparou os preços de outros itens, como arroz e feijão, e demonstrou que houve queda geral no preço desses produtos de 4% em todo o estado. No mês passado, o levantamento da última pesquisa demonstrou que o óleo reduziu 6%.

Análise da Pesquisa

Além de Nilópolis, a pesquisa foi feita nos municípios do Rio de Janeiro, Barra do Piraí, Macaé, Mangaratiba, Cabo Frio, Campos dos Goytacazes, Niterói, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, São Gonçalo e Valença.

A maior redução de preço do leite foi encontrada em Niterói, onde uma marca apresentou queda de 72%, seguida de outras reduções expressivas de 56% e 58%. Outras grandes reduções de preço foram observadas em supermercados de Nova Iguaçu (44%) e em Macaé (35%).

No município do Rio de Janeiro a maior queda observada para o preço do leite foi de 40% em um supermercado de Vila Isabel. Em Niterói, a redução chegou a ser de 72% para o leite integral e 71% para o desnatado de uma marca, e outras apresentaram queda de 56% e 58%. Em São Gonçalo, o consumidor conseguia comprar o produto por até 31% mais em conta.

Em Barra do Piraí, a queda variou entre 11% e 33% para o preço da maioria das marcas pesquisadas. Em Valença, os preços variavam entre 10% e 25% para menos, comparados à última pesquisa.

Na Baixada Fluminense, a maior queda de preços observada foi em um supermercado de Nova Iguaçu, que reduziu de 14% a 44%.

Em Macaé, o consumidor poderia encontrar o preço do leite em qualquer dos supermercados pesquisados entre 33% e 35% mais em conta. A maior queda de preço em Nova Friburgo foi de 30%, em Mangaratiba foi de 32%, já Cabo Frio, a maior queda foi de 27%.

Boletim de Preços
Informe com análise e acompanhamento das variações de preços de indicadores de interesse da cadeia do leite.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER