Recebendo a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Bovinocultura de Leite do Senar/MS há um ano e 10 meses, a produtora rural Ana Lucia Castaldeli conseguiu ampliar de 35 litros/dia, com 14 animais, para 70 litros/dia com apenas nove animais. A propriedade, é localizada em Itaquiraí.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Em menos de 2 anos, a produção leiteira saltou de 35 litros/dia com 14 animais para 70 litros/dia com nove animais

Recebendo a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Bovinocultura de Leite do Senar/MS há um ano e 10 meses, a produtora rural Ana Lucia Castaldeli conseguiu ampliar de 35 litros/dia, com 14 animais, para 70 litros/dia com apenas nove animais. A propriedade, é localizada em Itaquiraí.

“Antes do Senar, dávamos até mesmo sal branco para as vacas. A vaca não entrava no cio ou, se emprenhava não prosseguia. O técnico do Senar ajudou no manejo do capim e do gado. A gente sabia o que os nossos pais sabiam fazer somente, mas as coisas mudaram. O técnico nos orienta e nos ajuda muito”, afirma.

Antes da Assistência Técnica e Gerencial, haviam na propriedade 14 vacas, que produziam de 30 a 35 litros de leite por dia. A partir das recomendações, a produtora optou por reduzir o rebanho para 9 cabeças, porem produzindo 70 litros de leite por dia.

“Antes não caminhava. Era o mesmo serviço, mas sem resultados, sem lucro, sem ganho algum. Com orientação, descobrimos que ‘menos é mais’. A gente tinha desanimado, pensou em trabalhar na cidade”, lembra.

“É uma transformação. A pessoa tem que acreditar nas oportunidades, nas orientações, se abrir para o novo e crescer sempre”, finaliza.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link: https://www.acritica.net/editorias/agropecuaria/produtora-de-itaquirai-reduz-o-rebanho-e-dobra-a-producao-de-leite/548642/ – as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do jornal A Crítica de Campo Grande estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do jornal (redacao.acritica@gmail.com). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o jornal “A Crítica” faz na qualidade de seu jornalismo.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER