Na maioria dos municípios os laticínios estão pagando menos de um real por litro de leite.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Na maioria dos municípios os laticínios estão pagando menos de um real por litro de leite.

A semana começou com novas manifestações contra o baixo preço do leite, pago pelos laticínios em Rondônia. Ontem (01), houve manifestação com carreata em São Francisco do Guaporé. Com buzinaço, os produtores circularam pelas principais ruas da cidade para chamar a atenção da sociedade, ao que consideram descaço e exploração. Na maioria dos municípios os laticínios estão pagando menos de um real por litro de leite. Os produtores estimam o custo de produção a R$ 1,10 por litro. Querem valor único em todos os municípios a R$ 1,45.

Produtores alegam omissão do estado na crise do leite (Divulgação/organizadores)

Em Seringueiras e Urupá, os produtores que faziam piquetes para impedir a passagem de caminhões coletores, alegam que foram reprimidos pela Polícia Militar. Questionaram a ação porque os policiais não apresentaram mandado judicial, apenas um ofício do laticínio. A desobstrução revoltou os produtores.

Segundo Rui Barbosa de Souza, organizador da Comissão dos Produtores, o governo estadual ainda não se manifestou no sentido de mediar a negociação. Disse que a Feperon (Federação da Agricultura e Pecuária de Rondônia) foi a única instituição que procurou o movimento para prestar apoio e buscar alternativas.

“Estamos vivendo um total descaso, com o preço injusto e lutando sozinhos. Os poderes estão alheio ao problema dos produtores, enquanto a população vem pagando caro pelo leite pasteurizado”, alertou.

Modelo de negócio assegura avanço tecnológico, aumenta produtividade e lucros de produtores.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER