Produtores, técnicos, representantes de laticínios e lideranças politicas e do setor agropecuário participaram na quarta-feira (9) do 3º Encontro de Produtores do Programa Leite MAIS em Umuarama.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

Produtores, técnicos, representantes de laticínios e lideranças politicas e do setor agropecuário participaram na quarta-feira (9) do 3º Encontro de Produtores do Programa Leite MAIS em Umuarama. Desde 2009 o programa vem contribuindo para o desenvolvimento da bovinocultura leiteira do Noroeste do Paraná, levando assistência técnica e aumento de rendimento ao produtor.

Conforme o coordenador da área de Nutrição e Produção Animal do Iapar, Vanderlei Bett, na manhã de ontem foram apresentados os resultados das ações do programa no campo e com os produtores dos últimos 32 meses. “O produtor que aplica melhor as orientações, em relação aos com baixa adoção, tem uma diferença de 15% na produção. Existem produtores de alta adoção em relação as orientações técnicas que saltaram de 70 litros de leite para 150 litros”, disse.

O Programa Leite Mais tem como objetivo aumentar, de forma sustentável, a produtividade, qualidade do produto e a rentabilidade da atividade leiteira, trabalhando em parceria com Industrias de Laticínios e Produtores, aumentando a captação de leite e qualidade do produto. “O programa é uma metodologia de assistência técnica criada pelo Iapar e Emater aqui na região de Umuarama. Hoje essa ação cresceu e normatiza a assistência técnica do leite em sete regiões do Paraná”, ressaltou Bett.

O trabalho é executado por meio de uma parceria entre o poder público (Iapar, prefeituras e Instituto Emater), produtores, laticínios e cooperativas Coopermais.

Segundo José Jaime de Lima, gerente regional do Instituto Emater os ganhos do programa ultrapassam o limite das propriedades rurais. Sendo que o Leite MAIS contribuiu para o aumento do volume captado pela indústria, consequência da melhoria da qualidade do leite foi possível aumentar o rendimento industrial e a qualidade final dos derivados lácteos.

produtor-leite-umuarama

O programa

A sigla MAIS, usada no programa, significa um Modelo de Assistência técnica de Intensificação Sustentável para sistemas de produção de leite. A iniciativa foi validada pelos institutos IAPAR e Emater, a partir do acompanhamento de propriedades que participaram do Projeto Redes de Referências para a agricultura familiar. Os interessados em participar podem procurar a CooperMais no site https://www.coopermaiscooperativa.com/a-cooperativa ou pelo telefone: (44) 3643-1169.

A cadeia láctea tem sua dinâmica moldada por vários aspectos, os quais refletem diretamente no preço do leite pago aos produtores.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER