Os produtores de leite de Toledo e região irão promover uma carreata nesta quinta-feira (04), com o intuito de buscar melhorias para enfrentar uma série de dificuldades que o setor vem sofrendo há alguns anos.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Os produtores de leite de Toledo e região irão promover uma carreata nesta quinta-feira (04), com o intuito de buscar melhorias para enfrentar uma série de dificuldades que o setor vem sofrendo há alguns anos.
A carreata vai iniciar às 13h30 em frente a Pontifícia Universidade Católica de Toledo-PR (PUC-PR). O movimento vai passar pela Avenida Ministro Cirne Lima, Avenida Parigot de Souza, em seguida ainda vai passar em frente a Prefeitura, retornando pela Avenida Ministro Cirne Lima e passando pela Rua São João, Avenida Maripá, Avenida José João Muraro, concluindo o trajeto às 15h00, em frente a APA Lar dos Idosos.
Após a conclusão da carreata os líderes do movimento irão fazer uma breve explanação sobre as reivindicações dos produtores. No local o grupo também vai promover para  a APA Lar dos Idosos a doação de produtos derivados de leite.
Outra ação do grupo será a doação de sangue para o Hemocentro de Toledo. De acordo com os líderes do movimento essa ação visa contribuir com o Hemocentro, que está sofrendo com a escassez de sangue neste momento de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).
Os produtores ressaltam que o ato será pacífico, ordeiro e organizado e cumprirá todas as recomendações sanitárias, visando evitar o contágio pela Covid-19.
O que o grupo reivindica 
A principal demanda dos produtores é fixar o preço do leite até o dia 25 do mês que antecede a venda conforme prevê a Lei sancionada em 2012 pela então presidente da república.
De acordo com os produtores os laticínios não estão cumprindo essa Lei, o que faz com que eles não saibam qual será a sua renda no próximo mês. A ideia da carreata é chamar a atenção do poder público para o descumprimento desta Lei.
Outros pedidos dos produtores são para que seja instituído um documento de valor jurídico e comercial para o leite que é vendido diariamente e que este documento fique como comprovante nas propriedades; os produtores também solicitam o pagamento de um preço justo ao produto que está sendo vendido às indústrias de leite, que permita a manutenção dos produtores de leite na atividade; além de linhas de crédito a juros compatíveis com a atividade para investimento no segmento.
Importância da produção de leite em Toledo
De acordo com dados divulgados pelo Emater o Estado do Paraná é o segundo maior produtor de leite do Brasil, com uma produção anual de 3,9 bilhões de litros, representando a cadeia produtiva mais importante para os produtores familiares. Ao todo são aproximadamente 110 mil produtores no Estado, que em sua maior parte, 86% são pequenos produtores, que produzem uma média de 210 litros de leite por dia.
Em Toledo a pujança do setor leiteiro não é diferente, com uma produção anual de aproximadamente 83 milhões de litros. A produção diária é de 350 litros, com produções que variam entre os 15 litros e os 3.500 litros por produtor. Esses números colocam o município como um dos cinco maiores produtores do setor leiteiro no Paraná.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER