Associação dos Produtores de Leite de Portugal diz-se asfixiada e defende um aumento do pagamento ao produtor para 38 cêntimos por litro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
A+ / A- Produtores de leite protestam contra “preços insustentáveis e destruidores do setor” 25 ago, 2021 - 08:16 • Marta Grosso com redação Associação dos Produtores de Leite de Portugal diz-se asfixiada e defende um aumento do pagamento ao produtor para 38 cêntimos por litro. Produtores de leite voltam à rua para reivindicar "um preço justo". Foto: José Coelho/Lusa Produtores de leite voltam à rua para reivindicar "um preço justo". Foto: José Coelho/Lusa

Contra “20 anos sem atualização do preço pago ao produtor”, os produtores de leite saem nesta quarta-feira às ruas da Área Metropolitana do Porto. Uma centena de tratores vai circular de Ribeirão ao centro da Trofa, num protesto que passará em frente às principais grandes superfícies comerciais.

A concentração está marcada para as 11h00 e tem como principal objetivo “alertar a sociedade e a distribuição para as dificuldades dos produtores de leite, denunciar os preços a que os produtores estão a vender o leite, e criar condições para a rápida subida do preço para cobrir os custos de produção”, segundo o comunicado divulgado pela Associação dos Produtores de Leite de Portugal (APROLEP).

A APROLEP diz-se asfixiada por 20 anos sem atualização do preço pago ao produtor e defende um entendimento para passar a receber 38 cêntimos por litro.

Segundo Jorge Oliveira, presidente da associação, o preço pago é tão baixo que não cobre os custos e estes foram agravados nos últimos meses com o aumento do preço da ração animal, explica à Antena 1.

A manifestação poderá decorrer até às 13h30, “se for necessário”.

Para incentivar a silagem a secretaria Municipal de agricultura está oferecendo tratores à comunidade.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER