Dez anos depois da manifestação que juntou mais de 500 produtores de leite em Bruxelas, em protesto contra os preços, as queixas continuam.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Na época, os produtores belgas pulverizaram três milhões de litros de leite no mesmo campo onde se manifestaram ontem (16/09).

“Estamos exatamente na mesma situação que os produtores de leite há dez anos, quando já não tinham cotas e tinham de trabalhar abaixo dos custos de produção. Eles estavam perdendo dinheiro ao produzir leite”, disse o agricultor Jean-Jo Rigo.

Cerca de 600 tratores provenientes da Bélgica, França, Alemanha, Luxemburgo e Holanda fizeram parte da marcha de protesto. Os produtores querem de volta as cotas de produção, na esperança de que levem a um aumento dos preços.

O jornalista da Euronews, Jack Parrock, relata que a diferença entre este protesto e o de há dez anos é que não foi apenas os produtores de leite que trouxeram tratores. Vieram suinocultores, produtores de ovinos e agricultores que estão descontentes com os preços.

Os agricultores dizem que os acordos comerciais da União Europeia com o Canadá e com o Mercosul estão inundando os mercados europeus e que os cidadãos devem boicotar todos os produtos importados e só fazer compras a nível local.

“A política agrícola é a única que está totalmente integrada na União Europeia, e além disso, é usada pelos negociadores comerciais europeus como alavanca nos tratados internacionais”, afirma o dirigente da FUGEA (Federação Unida de Grupos de Criadores e Agricultores), Hugues Falys. A Comissão Europeia lançou, recentemente, um conjunto de medidas destinadas a reforçar a transparência, em matéria de preços dos produtos.

Os produtores dizem que se não forem tomadas mais medidas para apoiá-los, quando a política agrícola da União for renovada depois de 2020, continuarão ‘olhando para os políticos com azedume’.

Dados sobre os principais indicadores para a cadeia produtiva do leite como preços do leite no mercado brasileiro e internacional, relação de troca ao produtor, balança comercial brasileira de leite e derivados.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER