Nesta quinta, dia 03, o zootecnista Alexandre Zadra, supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, autor do blog Crossbreeding, participou de mais uma sessão de perguntas e respostas sobre cruzamento industrial no Giro do Boi.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

qual-taurino-mais-precoce-para-cruzar-com-nelore-a-campo-inseminacao

Nesta quinta, dia 03, o zootecnista Alexandre Zadra, supervisor regional comercial da Genex para os estados do Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia, autor do blog Crossbreeding, participou de mais uma sessão de perguntas e respostas sobre cruzamento industrial no Giro do Boi.

Entre as dúvidas que Zadra esclareceu está a de um criador do Amapá, que quer saber qual o taurino mais precoce para cruzar com novilhas e vacas Nelore – e o especialista apontou que a recomendação é diferente para o caso de cobertura a campo ou inseminação. Também apontou se o produtor pode voltar a cruzar novilhas F1 com a mesma raça da qual ela é meio-sangue.

Veja na sequência todas as questões e as respostas do zootecnista:

– Qual é o taurino mais precoce para fazer cruzamento com novilhas e vacas Nelore? (Waldo Silveira, de Laranjal do Jari-AP)

Zadra: “Como touro, você pode usar o Senepol e, como sêmen, o Angus, para a gente ser direto, ou os britânicos de modo geral. Então Angus ou Hereford como sêmen e, como touro, o Senepol. Os meio-sangue vão ser muito bons, é tranquilo, contanto que os bezerros sejam no máximo até meio-sangue dos europeus do frio. Aí você usando Angus ou Hereford na Zebu fará um animal meio-sangue do frio, o que basta para ele ser adaptado ao calor do Brasil tropical”.

– Em se tratando de cruzamento industrial, eu teria bezerros mais pesados e prontos para o abate mais cedo se cruzasse vacas Brahman com touros Angus? Pergunto em razão da vaca Brahman ser maior e mais leiteira que uma vaca Nelore. Em razão disto, seria um cruzamento adequado para produzir precoces? (Luiz Barca, de Cuiabá-MT)

Zadra: “Antes de tudo, é difícil ter uma vaca Brahman pura, mas a Brahmanel (Brahman x Nelore) é muito boa. Alguns amigos têm o Brahmanel, que é uma vaca muito boa. Realmente ela é um pouco maior, tem mais leite e o Nelore corrige o teto dela, um teto que é largo, às vezes. Ao inseminar essa Brahman com Angus você vai fazer um animal grande, musculoso e muito estruturado. Não vai ser mais precoce do que o Nelore x Angus, não, porque o Nelore sempre coloca mais gordura em relação a outros zebuínos”.

– Prezado Zadra, acompanho com muita atenção suas dicas e gostaria de sua orientação: trabalhava com leite e, ao longo dos anos, introduzi bois Guzerá, de modo que, com o tempo, descartei a F1, ficando com as filhas F2, F3. Passei para o corte ao introduzir bois Tabapuã excelentes nessas fêmeas, já bem guzeradas, resultando em bezerros maravilhosos. Há alguma melhoria que ainda poderia implementar nesse plantel em termos de touro para evoluir na precocidade, ou não mexo no que está dando certo? (Carlos Bergamini, de Belo Horizonte-MG)

Zadra: “É melhor você usar agora algumas raças taurinas ou bimestiças, que você gera heterose. Então em BH, pela temperatura, você pode usar os bimestiços tipo Canchim, Braford ou Brangus no seu gado, ou mesmo o Bonsmara, Senepol e Caracu. Use agora uma raça diferente para você gerar heterose, depois o resultado vai, de qualquer maneira, ser um animal de pelo zero, muito adaptado à sua região”.

– Estou no centro-oeste goiano e estou cruzando em monta natural fêmeas F1 Senepol x Nelore de 14 meses com touro Senepol. Terei ganhos ou riscos? (Jairo Pereira, de Goiás)

Zadra: “Não use novamente Senepol, a menos que você faça inseminação com touros super provados, porque senão você vai perder heterose. Você terá somente 50% de choque de sangue e heterose usando um Senepol sobre a F1 Senepol, e aí você perde um pouco o que a gente ganha na heterose, que é a precocidade sexual e outros atributos. Então não use o Senepol novamente na F1, somente se você for inseminar com touros super provados. Eu prefiro que você use outro adaptado, como Caracu, Bonsmara ou mesmo os bimestiços”.

– Faço IATF há três anos, cruzamento industrial Nelore / Guzonel x Angus./ Quero mudar e escolhi cruzar F1 com Senepol, ou F2 com Bonsmara. É uma boa escolha ou existe melhor? (Roberto Britto, de Jequié-BA)

Zadra: “Continue inseminando as suas Guzonel com Angus. Como touro, você deve avaliar qual touro vai suportar bem o calor para fazer um trabalho reprodutivo a contento. O ideal é você usar uma raça que vá cobrir bem a campo. O Bonsmara vai bem, o Senepol, o Caracu ou os bimestiços, como eu sempre falo, para cobrir a campo, para você fazer cobertura a campo. Agora se você já tem essa meio-sangue Angus x Guzonel, indicamos que sejam os bimestiços, Bonsmara ou Caracu, que vai dar um animal de maior porte e com heterose”.

– Você indicaria tricross com F1 Nelore x Senepol e touro Angus? E qual a opinião de colocar touro Senepol e ficar no ¾? (Pedro Bozza Filho, de Capivari-SP)

Zadra: “Não use Senepol novamente em meio-sangue Senepol, porque o meio-sangue Senepol x Nelore vai muito bem e é uma coisa. Essa é uma produção e se complementa muito, como o Angus. O Angus na Nelore é uma coisa, já o Angus numa meio-sangue pequenininha é outra coisa, não produz bem. Senepol numa Nelore vai muito bem e o Senepol numa meio-sangue de pequeno porte não vai bem. Então não use Senepol numa meio-sangue de pequeno porte. Eu prefiro que você use outra raça, como o Caracu ou Bonsmara, que são de maior porte, ou os bimestiços. Isso a gente tem que deixar claro: quando você usa duas vezes a mesma raça, você perde heterose e aí você perde vantagens interessantes do choque de sangue”.

– Qual o melhor touro para cruzar com ‘vacas charolas’ no norte de Santa Catarina? O touro Nelore é uma boa opção? E se for inverso, vacas Nelore com touro Charolês, funciona bem? (Rafael Stringari)

Zadra: “Pense o seguinte: sempre a heterose máxima vai ser fantástico o Nelore sobre o Charolês, ou Charolês sobre a Nelore, tanto faz. O que você tiver de base, você pode usar outro agrupamento. Agora se você tem o Charolês, para o norte de Santa Catarina, em que você tem um frio no inverno muito rigoroso, então eu indicaria um bimestiço de menor porte sobre a sua charolesa, um Braford ou um Brangus, ou mesmo Bonsmara sobre a sua charolesa. Você teria um animal que tem um pouquinho de pelo para se proteger no inverno, quando ele cresce o pelo, e perde pelo no verão”.

– Tenho amigos com propriedade em Iturama-MG que possuem animais puros Caracu e Tabapuã e também mestiços Caracu x Tabapuã. O que esperar do resultado do cruzamento de Santa Gertrudis com Caracu e Tabapuã? E no mestiço entre as duas raças? O objetivo é aproveitar as fêmeas para reposição de plantel, pois acredita que tenha heterose. (Daniel Nasser, de Belo Horizonte-MG)

Zadra: “Perfeito. O Santa Gertrudis é o bimestiço mais antigo do mundo. Aliás é a base para toda formação de bimestiço ⅜ – ⅝ que foi desenvolvido no King Ranch, em 1920. Ele gera heterose sobre qualquer outra raça que não tenha Shorthorn ou Zebu. No caso, se ele usar nas Caracu, vai muito bem. Ele pode usar tranquilo sobre esse gado dele que ele vai gerar um animal ainda de pelo curto, pelo zero, e com ótima heterose, muito vigor híbrido, aumentando a produtividade na mesma área”.

– Estou com pretensão de realizar o cruzamento de vacas Caracu e Nelore com touro Tabapuã. Gostaria de saber se terei bons resultados e se os bezerros teriam bom valor no mercado. (Jorge Marques, de Itaperuna-RJ)

Zadra: “É uma questão regional. Eu estive no Rio de Janeiro no início do ano, em janeiro, passando por essa região, e realmente o bezerro branco tem um valor grande, tem um bom valor. Só tome cuidado com o uso do Tabapuã ou outro zebuíno na novilhinha F1 Caracu x Nelore porque se ela for precocinha, com 14 meses, a gente deve usar touros que geram bezerros leves ao nascimento. Quando a gente usa Zebu numa F1 que não tem cupim, uma novilhinha pequenininha, que vai parir com 380 a 400 kg que seja, a gente tem que tomar cuidado com touros zebuínos para que ele não gere bezerros pesados”.

– Tenho novilhas Nelore que foram enxertadas com Senepol. Posso usar essas crias como matrizes em um touro Nelore? (John Lennon Vandresen, de Vista Alegre do Abunã-RO)

Zadra: “Como nós acabamos de falar, só tome cuidado com touro Nelore e o peso dela na parição. É bom que não seja uma precocinha com touro Nelore. Deixe ela chegar aos dois anos para você enxertá-las, e aí você vai fazer um bezerro ¾ Zebu espetacular. Mas qualquer Zebu na novilhinha F1 sem cupim, a gente que tomar cuidado para que não tenha problema de parto”.

– Eu tenho um lote de fêmeas Braford e estou pensando em inseminá-las com Sindi para aumentar a rusticidade dos animais, pois as minhas terras têm vários morros e terrenos acidentados. (Israel Lampert, de Montenegro-RS)

Zadra: “O Sindi vem a cada dia galgando novos degraus e angariando novos criadores para a raça. E o Sindi nesse gado Braford vai fazer um trabalho espetacular, produzindo fêmeas precoces para você aproveitá-las e com pelo zero, já que ele é zebuíno. E jogando num bimestiços, como o Braford, você fará um animal bem azebuado, será espetacular tanto para ser uma ótima matriz como um boi pesado também”.

– Sou um pequeno pecuarista de Cuiabá-MT. Tenho um reprodutor Braford nas minhas vacas Nelore e selecionei umas F1 para colocar touro Senepol. Gostaria de saber se terá uma boa heterose? (Cezar de Paula, de Cuiabá-MT)

Zadra: “Ele vai gerar um animal taurino com heterose, bem taurinizado, em que a fêmea será taurina, mas com pelo zero, então isso é interessante. Logicamente não vai ser a precocidade de uma meio-sangue Angus, mas vai ser precoce sexualmente em relação ao zebuíno puro, e o macho será um bom macho. Além do Senepol, se você quiser uma outra sugestão, você também pode trabalhar com Caracu ou Bonsmara sobre esse gado”.

– O que me diz de cruzar touro Angus em matrizes Canchim (Nelore x Charolês)? (Welinton Luís Hoff, de Cunha Porã-SC)

Zadra: “Muito bom! Esse cruzamento para você vai gerar um animal um pouco mais europeuzado. Serão filhos de europeu sobre um gado já europeuzado e você gera um animal que cria pelo no inverno, para o seu inverno rigoroso, e perde o pelo no verão. Seu verão é um verão seco e com calor, então ele vai ser um animal que tem um pouco mais de sangue europeu, tem um metabolismo um pouco mais alto, vai bem. Pode usar o Angus ou mesmo o Brangus dentro do mesmo grupamento racial”.

– Tenho um touro Red Angus. É melhor colocar para cruzar com vacas Nelore ou vacas Braford? (Luiz Henrique, de Rolândia-PR)

Zadra: “Depende do clima e do objetivo. Rolândia é norte do Paraná e é calor. Então eu sugiro que use um gado mais adaptado, que use sempre sobre um gado adaptado para fazer um gado no máximo meio-sangue de europeu, de raças do frio”.

– Tenho novilhas Brahman vermelho x Nelore e pretendo usar touro Senepol nelas. O que acha? (Gilmar Botini de Almeida, de Palmeira d’Oeste-SP, na região de Jales)

Zadra: “O Senepol tem o mesmo perfil, guardando as devidas proporções de seleção, lógico, mas ele tem o mesmo biotipo que um Angus ou Hereford, então ele vai muito bem num gado Zebu. Aliás, a matriz Zebu é a ideal para o Senepol e por isso ele vem crescendo bem, porque esta é a matriz que a gente tem no país. Quando você jogar o Senepol nessa Zebu, produzirá um animal como se fosse um tamanho de um meio-sangue Angus, praticamente. […] Mas essa Brahmanel sua é muito boa, você pode usar um Senepol que você vai ter um ótimo resultado”.

– Trabalho com vacas puras Nelore e queria saber qual touro na monta natural colocar nestas vacas para ter melhor peso de bezerros na desmama, sendo que só comercializo os machos e as fêmeas seguro para fazer reposição. Tenho dúvidas sobre que reprodutor usar nas vacas Nelore. (Rogério Calasans, de Planalto-BA)

Zadra: “Em vista dos trabalhos de alguns clientes, criadores que tinham PO de pista, tem criadores que fizeram nas piores vacas o cruzamento, deixando realmente a nata da nata para fazer PO. […] Você sabe que a venda de touros está espetacular agora. São R$ 20.000,00 or qualquer touro bem selecionado. Então o Senepol vai bem nesse gado, você pode usar o Senepol nesse gado Zebu que você vai ter uma produção muito boa”.

– Como vai a raça Montana nas F1 Angus x Nelore? E nas F1 Brangus/Braford x Nelore? Pergunto porque nos cruzamentos terminais, a maior indicação é de touros de raças bimestiças. Existe alguma característica nestes animais (Montana) que os desqualificam para tais cruzamentos? (Adalberto Pereira Filho, médico veterinário em Ituiutaba MG)

Zadra: “O Montana vai muito bem! Pode usar o Montana nesse gado todo cruzado, seja Braford, Brangus, que você vai gerar heterose com pelo zero. É tudo que a gente precisa, então use bem. Em relação aos bimestiços, todas as raças têm suas vantagens e desvantagens. Se você usar um Canchim ou um Santa Gertrudis nesse gado Braford e Brangus, também vai muito bem. Mas a gente recomenda o Montana nesse gado, porque você gerará animal de pelo bem curto e com heterose”.

– Sou engenheiro agrônomo e crio gado. Tenho novilha Angus e vou entrar com touro Braford. Estou fazendo um bom trabalho com esse cruzamento? Vou trabalhar com recria. (Losimar Martinez, de Bossoroca-RS)

Zadra: “Perfeito! É o que se faz aí, o uso do Braford quando se tem Angus e o Brangus quando se tem Hereford para fazer um tricross de qualidade, com pelo ideal e metabolismo ideal para a região”.

Qual é a sua dúvida sobre cruzamento para gado de corte? Envie para o programa no link do Whatsapp do Giro do Boi, pelo número (11) 9 5637 6922 ou ainda pelo e-mail girodoboi@canalrural.com.br.

As respostas do especialista então dispostas na íntegra pelo vídeo a seguir:

Imagem: Reprodução / Genex Brasil

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER