Queda no preço do leite atrai consumidores – eDairyNews Últimas notícias
Mato Grosso |15 noviembre, 2018

Leite | Queda no preço do leite atrai consumidores

O preço do leite registrou queda de 5,68% no mês de outubro. O produto faz parte dos 33 itens que compõem a cesta básica dos ponta-grossenses.

O preço do leite registrou queda de 5,68% no mês de outubro. O produto faz parte dos 33 itens que compõem a cesta básica dos ponta-grossenses. Devido ao fim da entressafra, o consumidor deve pagar menos pelo produto nos próximos meses (no auge da entressafra, o preço do leite UHT ao consumidor chegou a custar R$ 4,10/litro). Já para o produtor, a expectativa é que o preço fique melhor no início de 2019, comparado ao início de 2018, pois a relação entre oferta e demanda está mais ajustada.

Para a aposentada, Brunilda Luz, a queda do preço do leite ajuda a economizar e assim ela pode comprar outros produtos.  “Levo para casa duas dúzias de caixas de leite por mês. Mas quando está muito alto o preço acabo diminuindo o consumo para economizar. Agora gastando menos com esse produto, consigo comprar mais coisas e não gasto mais do meu orçamento planejado”, explica.

«Um dos donos do Supermercados Tozetto, César Tozetto, conta que os mercados apostam na venda do leite para atrair  clientes. “É um produto que é muito consumido pelas famílias. Então quando o preço cai, logo os consumidores aumentam a compra do leite e nós investimentos em mais promoções para alavancar a venda de outros produtos também”, ressalta.

Em Ponta Grossa, o custo médio da cesta teve um aumento de 1,19% em outubro. A pesquisa é realizada em mercados que representam a maior parcela de compra da população, como explica o professor coordenador do Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas (NEREPP), Alexandre Lages. “Nós fizemos um estudo para entender os hábitos de consumo dos ponta-grossenses. Então determinamos os locais e os produtos que são mais comprados como prioridade. Assim, forma uma cesta com os itens que compõe o dia a dia das pessoas”, ressalta.

Os 33 produtos e alimentos da cesta básica conseguem alimentar uma família de três pessoas em média, aponta o estudo feito pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Uma família com renda mensal de apenas um salário mínimo gastaria cerca de 50,71% de sua renda para comprar todos os itens da cesta.

Detalhes

Com elevação de 51,85%, a cebola foi o produto que mais contribuiu para a alta do mês. O grupo que mais aumentou foi o de hortifrutigranjeiros com 12,11%. O setor hortifrutigranjeiro registrou os ovos como produto de maior queda com 19,65%.

O macarrão como o produto teve o maior aumento registrado na pesquisa: 15,17%. A queda do grupo carne foi de 0,40%. O grupo higiene teve aumento de 1,85% e o setor de limpeza registrou queda de 1,03%.

Os pesquisadores do NEREPP observam que os preços promocionais nem sempre demonstram a realidade. Isso porque, segundo assinalam, alguns produtos foram encontrados mais baratos que em estabelecimentos onde estavam como promoção.

Aviso legal sobre propriedade intelectual em conteúdo digital

Todas as informações contidas nestas páginas que NÃO são de propriedade da eDairy News e NÃO são consideradas "de domínio público" pelos regulamentos legais são marcas registradas de seus respectivos proprietários e reconhecidas por nossa empresa como tal. A publicação no site eDairy News é feita com a finalidade de coletar informações, respeitando as normas contidas na Convenção de Berna para a Proteção das Obras Literárias e Artísticas; na Lei 11.723 e demais normas aplicáveis.

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas