"> Rebanho bovino de SP diminuiu 1% em 2018, aponta IEA/CATI - eDairyNews-BR
Levantamento constatou rebanho de 10,384 milhões de cabeças no Estado em 2018 ante 10,489 milhões de unidades em 2017
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O número total de bovinos no Estado de São Paulo caiu 1% em 2018, para 10,384 milhões de cabeças, em relação ao rebanho registrado em 2017, de 10,489 milhões de unidades, segundo levantamento realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA) e da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), entre 1º e 20 de novembro de 2018.

No entanto, ao agrupar somente os bovinos de corte (para produção de carne), o rebanho de São Paulo subiu 2,6% no ano passado, para 6,4 milhões de cabeça, ante 6,2 milhões registrados no ano anterior.

Por sua vez, os dados do IEA/CATI mostram uma redução de 6,6% no número de bovinos destinados à produção de leite em relação ao ano anterior, totalizando 1,1 milhão de cabeças. Na categoria gado misto, também houve decréscimo: de 6,2% em 2018, atingindo 2,8 milhões de cabeças.

Análise da equipe do IEA/CATI justifica as quedas observadas nos rebanhos de gado leiteiro e misto. A queda no plantel de animais da categoria misto, dizem os especialistas, parece refletir a dificuldade de lidar com margens de retorno menores, pois o rebanho de animais desse tipo é característico de pequenas e médias criações. “São animais que normalmente têm baixos índices zootécnicos e econômicos”, avalia a equipe de analistas.

Por sua vez, o segmento leiteiro reduziu seu rebanho “provavelmente em decorrência dos seus custos (fixos e variáveis) crescentes, além da importação de leite de outros Estados, que são obstáculos à permanência na atividade para os pequenos e médios produtores de São Paulo”.

É a primeira vez na história que uma carga de leite brasileiro é exportado para a China. Cooperativa gaúcha é a responsável pelo feito.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER