Estado já elaborou um plano estratégico para o cumprimento das metas desde uma auditoria realizada em 2017
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Rio Grande do Sul se somou, esta semana, à lista de Estados que buscam o título de livre de febre aftosa sem vacinação. A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural gaúcha (Seapdr) formalizou pedido de auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na segunda-feira. As vistorias devem iniciar na segunda quinzena de julho, segundo informa nota da Seapdr.

“O progresso do sistema de defesa animal do Rio Grande do Sul tem sido uma prioridade dos setores público e privado do Estado, e seu constante monitoramento permite que consideremos que o RS tem condições de atender aos requisitos necessários para que seja retirada da vacina contra febre aftosa”, escreveu o secretário Covatti Filho em documento entregue ao superintendente federal do Mapa no RS, Bernardo Todeschini.

Segundo a Seapdr, o RS já elaborou um plano estratégico para o cumprimento das metas, a partir de uma auditoria em 2017, em conjunto com o governo federal. “O plano tem sido implementado e permitido alcançar as metas definidas, sendo que a maioria delas já foi atendida ou está em andamento”, afirma a pasta em nota.

 

Dados sobre os principais indicadores para a cadeia produtiva do leite como preços do leite no mercado brasileiro e internacional, relação de troca ao produtor, balança comercial brasileira de leite e derivados.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER