Com o SC Mais Solo e Água, cada município beneficiado recebeu R$ 300 mil via transferência especial, além de R$ 70 milhões que foram aplicados em linhas de crédito para apoiar a construção de sistemas de captação, armazenagem e distribuição de água e conservação de fontes e nascentes. Ao todo, foram 2,4 mil agricultores atendidos.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Divulgação/Ascom/SAR

Com apoio do Governo do Estado, municípios catarinenses iniciam a compra de equipamentos para enfrentamento da estiagem. Em 2021, a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural destinou R$ 30 milhões do Programa SC Mais Solo e Água para que 100 municípios possam adquirir retroescavadeiras e aumentar a reserva de água no meio rural de Santa Catarina.

Na segunda-feira (07), o secretário Altair Silva participou da entrega oficial de uma retroescavadeira para o município Flor do Sertão, no Extremo Oeste catarinense, um dos beneficiados pelo SC Mais Solo e Água. “Há um grande esforço do Governo do Estado para reduzir os impactos da falta de chuva em Santa Catarina. Em três anos iremos investir R$ 350 milhões em programas e ações para ampliar a captação, armazenagem e uso de água no meio rural. Ano passado, destinamos parte dos recursos do Programa SC Mais Solo e Água para equipar as prefeituras, aumentando a capacidade de resposta dos municípios e a agilidade no atendimento aos agricultores”, destaca o secretário.

Com o SC Mais Solo e Água, cada município beneficiado recebeu R$ 300 mil via transferência especial, além de R$ 70 milhões que foram aplicados em linhas de crédito para apoiar a construção de sistemas de captação, armazenagem e distribuição de água e conservação de fontes e nascentes. Ao todo, foram 2,4 mil agricultores atendidos.

Os recursos foram repassados no ano passado e agora as prefeituras iniciam o processo de licitação para a aquisição dos equipamentos. Em Flor do Sertão, a retroescavadeira já foi entregue e os trabalhos no meio rural iniciam assim que possível. Segundo o prefeito Sidnei José Willinghofer, o novo maquinário será utilizado para minimizar os impactos da estiagem, além de prestar outros serviços fundamentais para o desenvolvimento agrícola do município.

Em Iraceminha, a retroescavadeira também chegou a tempo para atender os produtores rurais que sofreram prejuízos com a falta de chuva. “Para os municípios como Iraceminha, que 90% da economia depende da agricultura, esse recurso veio em boa hora. Nesse momento precisamos amenizar a dor do nosso agricultor e suprir a necessidade hídrica no campo”, destaca o prefeito Jean Carlos Nyland.

Em 2022, a Secretaria da Agricultura prevê investimentos de R$ 150 milhões para ampliar a resistência hídrica no meio rural e minimizar os impactos das recorrentes estiagens.

SC Mais Solo e Água

Na linha Água para Todos, os produtores terão acesso a até R$ 100 mil, sem juros e com cinco anos de prazo para pagar. Podem ser feitos investimentos em captação, armazenagem, tratamento e distribuição de água na propriedade rural. Os beneficiários adimplentes terão uma subvenção de 50% no valor das parcelas, ou seja, o governo do Estado pagará metade do financiamento.

As famílias em situação de vulnerabilidade social e de renda terão um apoio ainda maior. O limite será de R$ 20 mil, sem juros e com cinco anos de prazo, e o bônus chega a 75% em caso de pagamento das parcelas em dia. Na prática, se o produtor acessar o valor máximo do financiamento (R$ 20 mil), ele irá pagar apenas R$ 5 mil, sendo o restante garantido pela Secretaria da Agricultura.

Os produtores rurais contam com apoio, também, para isolamento e recuperação de mata ciliar, proteção e recuperação de nascentes, terraceamento e cobertura do solo. Na linha Cultivando Água e Protegendo o Solo, estão disponíveis financiamentos de até R$ 30 mil, sem juros e com cinco anos para pagar. Os beneficiários adimplentes receberão subvenção de 50% no valor das parcelas.

Linhas emergenciais

A Secretaria da Agricultura mantém ainda programas com crédito emergencial para atender os agricultores catarinenses. Com o Reconstrói SC, os produtores têm acesso a financiamentos de até R$ 10 mil, sem juros e com cinco anos para pagar, para recuperação de sistemas produtivos. Caso o pagamento seja feito em dia há um desconto de 50%.

“Enxugar gelo”. Você já sentiu essa interminável sensação?

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER