Durante dois dias, 130 pessoas, entre eles, associados da Cooperativa Santa Clara e convidados participaram do Dia de Campo: Manejo do Milho e Ensilagem.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
O prefeito de Cruzeiro do Sul, João Dullius, e o vice, João Celso Führ, visitaram algumas das lavouras prejudicadas (Foto: Marcio Steiner)
Na abertura do Dia de Campo, o presidente da Santa Clara, Gelsi Belmiro Thums, agradeceu a presença de todos e destacou a atividade desenvolvida no local

 

Durante dois dias, 130 pessoas, entre eles, associados da Cooperativa Santa Clara e convidados participaram do Dia de Campo: Manejo do Milho e Ensilagem. O evento ocorreu nos dias 22 e 23 de fevereiro, na Área Experimental da Cooperativa, em Carlos Barbosa, que foi criada com o objetivo traçar um estudo para uma produção de alimento de forma mais eficiente para o rebanho leiteiro.

No local, que recebeu pela primeira vez um evento da Cooperativa, foram plantadas 44 variedades de híbridos de milho que serão analisadas considerando os seguintes fatores: produção de massa seca por hectare, qualidade e produção de leite por hectare. Após será traçado um diagnóstico que servirá como base para a escolha o híbrido mais adequado considerando as características da propriedade.

Na abertura do Dia de Campo, o presidente da Santa Clara, Gelsi Belmiro Thums, agradeceu a presença de todos e destacou a atividade desenvolvida no local. “A Cooperativa está construindo uma avaliação técnica própria que irá contribuir para uma nutrição mais precisa do rebanho através dos dados que serão gerados neste estudo”. Já a gerente do Departamento Técnico, Raquel Soletti, lembrou que “o Dia de Campo é para apresentar alternativas para que os produtores possam implantar na propriedade e consequentemente tornando a atividade rentável”.

O analista de fomento da Cooperativa Cristian Haas explica que o foco são três pilares: manejo do solo, manejo biológico e produção. “Cada vez mais chegam tecnologias avançadas, mas é preciso fazer o básico no campo. É necessário seguir com análise do solo, avaliar como está se usando o solo, fazer manejo biológico e depois cuidar como será utilizada a planta, seja na silagem, na manutenção de silos e pós-colheita”.

A atividade foi dividida em cinco estações:

Estação 1 – Manejo nutricional

Estação 2 – Manejo físico do solo

Estação 3 – Manejo biológico (Cepas/importância do uso/benefícios do uso/incremento do produto/cuidados com a inoculação/alguns nomes comerciais com registros)

Estação 4 – Ensilagem (ponto de corte/tamanho de partícula/compactação)

Estação 5 – Qualidade da silagem

O diagnóstico completo com os resultados dos 44 híbridos de milho está previsto para ser divulgado em maio deste ano.

 

Sobre a Cooperativa Santa Clara

Em 2022, a Santa Clara irá completar no mês de abril 110 anos de história, o que a faz a mais antiga cooperativa de laticínios em atividade no Brasil. A sua sede está localizada no município de Carlos Barbosa e está presente, através de seus mais de 5 mil associados, em mais de 135 municípios gaúchos, atuando nos ramos de Laticínios, Frigorífico, Fábrica de Rações, Cozinha Industrial, Farmácias e 27 unidades de varejo, entre supermercados e mercados agropecuários, nos municípios onde possui associados.

A preocupação com a falta de leite em pó nos Estados Unidos está crescendo e começa a ter sérias conseqüências, incluindo a hospitalização de quatro

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER