A silagem de sorgo é um dos melhores volumosos indicados para alimentar o gado, segundo a Embrapa. Por ter bom índice de energia e ser bem aceita pelos bovinos, é uma boa opção para o gado de corte e de leite.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A silagem de sorgo é um dos melhores volumosos indicados para alimentar o gado, segundo a Embrapa. Por ter bom índice de energia e ser bem aceita pelos bovinos, é uma boa opção para o gado de corte e de leite. Mas será que essa forma de alimentação substitui o pasto?

A resposta depende de vários fatores, desde a época em que se deseja oferecer e também qual o sistema que o produtor adota na pecuária: pasto ou confinamento. Os produtores que atuam com confinamento fazem uso de silagens como substituição ao pasto. E a silagem de sorgo especificamente tem suas vantagens.

Não podemos deixar de reforçar que o pasto é a principal base alimentar e de engorda do boi. E mesmo na seca, existem diversas formas de ter pastagem para oferecimento no período. Isso inclui desde a vedação de pasto, a conservação por silagem e até mesmo a irrigação. Confira algumas dicas: Como vedar pasto. 

Silagem de sorgo substitui o capim?

 

A silagem de sorgo é sim uma ótima opção de alimentação para o gado. Porém, há necessidade de complementos para oferecer uma nutrição completa e adequada, com o objetivo de manter a produtividade em dia.

Essa complementação também é feita no cocho, por meio de nutrição com os suplementos. O sal mineral é essencial para fazer o complemento. Caso seja oferecido na seca, o uso da ureia deve ser feito para potencializar o consumo dos minerais essenciais para o bom funcionamento do organismo do animal. Quer saber mais? Clique na dica: Sorgo com sal mineral dá certo?.

E não esqueça de oferecer a dose correta. É fundamental para ter o resultado esperado: Dose de suplemento alimentar para gado de corte.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER