Criadores do Ceará investem em alternativa de alimentação para o gado no período de falta de chuva
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A crise hídrica trouxe lições para os criadores de gado do Ceará, que passaram a investir em reserva alimentar. Dados do Sindicato Rural de Quixeramobim e do escritório da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) mostram que nas regiões do Sertão Central e do Centro-Sul pelo menos 80% dos pecuaristas agora dispõem de silos em suas propriedades. “Há dez anos, eram menos de 20% que faziam silagem”, compara o agrônomo da Ematerce, Antônio Pereira de Souza Neto.

Inflação registrada em agosto no Estado é a maior desde maio de 2021, de acordo com o ICPLeite da Embrapa

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER