Projeto desenvolvido pela Emater-MG permitiu conhecer a qualidade da alimentação oferecida aos animais 05 de Outubro de 2022 , 15:52
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
silagem
Foto: Divulgação/Emater-MG

Um projeto desenvolvido pela equipe da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) em Silveirânia, na Zona da Mata mineira, está proporcionando uma dieta mais econômica e de qualidade para os bovinos, com aumento da eficiência e redução dos custos na produção de leite. É a análise bromatológica da silagem de milho, destinada à verificação da composição química, para determinar o valor alimentício e calórico, as propriedades físicas, químicas, toxicológicas e sua ação no organismo dos animais.

O extensionista agropecuário Eurides Cominetti informa que a ação atendeu 24 produtores rurais do município. Além destes, foram beneficiados outros 48 produtores que participaram de um Dia de Campo para a disseminação das informações sobre tecnologias para aumentar a produtividade leiteira. Nas palestras, foram abordados temas desde a preparação do solo até o fornecimento no cocho da silagem produzida aos animais.

A coleta de silagem para análise, das 24 propriedades selecionadas, teve como objetivo fazer um diagnóstico da alimentação oferecida ao gado. Por isso, foram coletadas seis amostras de cada uma das quatro regiões do município. “Com os resultados, conseguimos mostrar aos produtores a quantidade de matéria seca e proteína bruta, entre outros indicadores, e a relação com a produtividade (em quilos de leite obtidos por hectare). Conseguimos analisar os erros individuais de cada produtor e orientá-los sobre como aumentar a produção, com uma nutrição melhor dos animais. Não basta ter mais quantidade de silagem, mas, sim, silagem em quantidade e também com qualidade”, afirma Cominetti.

De acordo com o extensionista, os volumosos são o tipo de alimento para o gado com maior variação na composição nutricional. Ele acrescenta que, mesmo volumosos conservados, como a silagem de milho, podem apresentar variação bastante considerável em sua composição. “Normalmente são os que entram em maior quantidade nas dietas de vacas em lactação e, usualmente, são uma fonte econômica de nutrientes. Isso pode ser desastroso na hora de formular as dietas na propriedade. Alta variabilidade na composição nutricional dos alimentos volumosos ou falta de conhecimento sobre essa composição afetam a confiabilidade na formulação das dietas, o que, por sua vez, afeta muito negativamente a eficiência alimentar do rebanho e a lucratividade da fazenda”, explica.

Para desenvolver o projeto, a equipe da Emater-MG contou com a parceria da Prefeitura municipal e de uma empresa de sementes. Esta disponibilizou o equipamento para a análise bromatológica e contratou um profissional para fazer uma palestra sobre o assunto. A Emater-MG ficou responsável por selecionar os produtores participantes, coletar as amostras e organizar o evento de apresentação dos resultados. E a Prefeitura municipal forneceu os equipamentos de sonorização, além dos produtos para o lanche servido ao final do Dia de Campo, realizado na propriedade do pecuarista Mário Agostinho Grossi.

Durante o evento, os produtores foram orientados sobre boas práticas de conservação de solo, de modo a permitir o máximo de aproveitamento sem degradá-lo. Além disso, foram apresentadas técnicas para reduzir os gastos, desde o plantio até a ensilagem do milho. Eurides Cominetti ressalta que a pecuária leiteira é uma atividade em que as margens de lucro são muito pequenas, por isso, é importante realizar uma cuidadosa gestão da atividade, para promover o aumento da renda da propriedade. O projeto desenvolvido em Silveirânia prevê ainda a realização de outros três eventos tecnológicos como esse.

Prêmio

O projeto, batizado de “Pecuária 4.0: Disponibilização de Tecnologia de Análise Bromatológica de Silagem de Milho a Pequenos Produtores”, conquistou o 1º lugar da regional de Cataguases do Prêmio MelhorInovAção, criado pela empresa estadual de assistência técnica e extensão rural para estimular o desenvolvimento de ações que tenham obtido resultados significativos na rotina da unidade de trabalho ou em benefício dos clientes da Emater-MG.

Participaram ainda da ação Diogo Homem da Costa, coordenador regional de Bovinocultura da Emater-MG, e o extensionista agropecuário Roger Maicon Barbosa Duarte, ambos de Cataguases. O título do projeto é uma referência ao Programa Emater-MG 4.0, que tem como objetivos adequar as ações da empresa às exigências da Agricultura 4.0, com base nas transformações digitais e na conectividade do campo.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER