Sua matriz, Lactalis Iberia, está isenta da advertência de seu auditor Mazars, pois não consolida seus resultados na Espanha, mas em Bruxelas, sob a empresa BSA International.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
ñao
LEITES DA MARCA LAUKI E PRÉSIDENT, DE PROPRIEDADE DA LACTALIS. (EFE/J. CASARES)

Muitas subsidiárias de grandes grupos internacionais não cumprem uma pequena parte dos regulamentos da Espanha, como a Lei das Sociedades de Capital, e uma das mais recentes foi a Lactalis. O maior produtor de laticínios do mundo e um dos gigantes da indústria alimentícia desembarcou em nosso país em 1983 e, pouco a pouco, cresceu em tamanho até ter atualmente oito fábricas e ter diferentes subsidiárias nas quais estruturar sua atividade que, segundo seu auditor Mazars, não divulgam os salários de seus diretores.

Isto pode parecer normal, mas não é, de acordo com os regulamentos. O artigo 260 da Lei das Sociedades de Capital, em sua décima primeira disposição, e o parágrafo 23.6 do conteúdo das notas às contas anuais na terceira parte do Plano Geral de Contabilidade estabelecem que todas as empresas devem incluir nas contas anuais informações sobre o valor dos salários, subsídios e remunerações de qualquer tipo, bem como adiantamentos, empréstimos ou garantias concedidas, obrigações de pensão e seguro de vida ou de responsabilidade civil acumulados durante o exercício financeiro pelos membros do órgão de administração, mas a Lactalis não o faz.

Lactalis, que optou por não incluir estas informações em seu relatório anual, alega que não o faz “por razões de confidencialidade e por razões organizacionais”, de acordo com El Confidencial. Assim, empresas como a Lactalis Compras y Suministros SL ou Lactalis Food Service Iberia têm uma opinião qualificada de seu auditor, Mazars. Este não é o caso de sua matriz, já que ela não consolida (ou apresenta) seus resultados na Espanha, mas em Bruxelas, sob a empresa BSA International. Na verdade, esta estrutura corporativa causou algumas dores de cabeça para a empresa, pois uma investigação feita por vários meios de comunicação, incluindo o “Guardian” britânico, analisou sua “engenharia financeira complexa” e acusou a empresa de esconder lucros na França, no Reino Unido e na Espanha, alegadamente fugindo de certos pagamentos de impostos corporativos.

Lactalis é um dos gigantes da indústria alimentícia, pois comercializa marcas como Puleva, Lauki, Président e Ram milk, juntamente com outros produtos lácteos como Gran Capitán, Flor de Esgueva, El Ventero e Galbani, entre outros. Assim, fechou o ano passado com vendas de 1.212 milhões de euros, 4,2% menos que em 2020, devido ao aumento da inflação. “O aumento dos custos de matérias-primas, energia e materiais, juntamente com o fato de que o consumo de produtos lácteos não experimentou finalmente o ritmo de recuperação que esperávamos, afetou totalmente o setor”, de acordo com Ignacio Elola, seu CEO.

A empresa, que tem uma força de trabalho de quase 2.500 trabalhadores, tem uma plataforma logística em Guadalajara, três escritórios de vendas e oito fábricas: duas fábricas de leite e bebidas na Galiza; duas fábricas de queijo em Castilla y León (Zamora e Peñafiel); uma fábrica de iogurtes e sobremesas lácteas em Guadalajara; outra fábrica de queijo em Villarrobledo, e mais duas fábricas de leite e bebidas em Lleida e Granada. Estes ativos lhes permitem prestar um serviço a cerca de 2.500 colaboradores.

Recentemente, e em seu relatório CSR de 2021, a empresa destacou que coletou cerca de 1.000 milhões de litros de leite de 455 municípios de suas mais de 2.000 fazendas leiteiras colaboradoras. Na verdade, este não é seu único compromisso com a Espanha vazia, pois mais de 50% de seus trabalhadores pertencem a cidades com menos de 250.000 habitantes.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER