O avanço do leite como importante fonte de renda no campo nos últimos anos, tanto em Santa Catarina, quanto no Rio Grande do Sul e no Paraná levou a Região Sul
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O avanço do leite como importante fonte de renda no campo nos últimos anos, tanto em Santa Catarina, quanto no Rio Grande do Sul e no Paraná levou a Região Sul a superar a produção total da Argentina, país tradicional no setor. De 2000 a 2017, o Sul registrou expansão anual de 6% da produção enquanto a média brasileira cresceu 3,2% e a da Argentina ficou estável.

Segundo os últimos dados do IBGE, de 2017 o Brasil produziu 33,5 bilhões de litros de leite no ano, a Região Sul liderou com 12 bilhões, seguida pelo Sudeste, que teve resultado um pouco inferior e desde 2014 ficou em segundo lugar no país. A Argentina está com a produção estável. Os últimos dados apontam 10,1 bilhões de litros/ano. O avanço da produção leiteira e tecnologias para melhorar ainda mais o setor serão destaques no Interleite Sul 2019, seminário nos dias 8 e 9 de maio, em Chapecó.

Entre as razões do avanço estão uso de tecnologias, melhoramento genético, associativismo e a cultura regional, diz Marcelo Carvalho, da AgriPoint, organizadora do Interleite. Segundo ele, uma das perguntas é: até quando será possível expandir a produção de leite a uma taxa de 6% ao ano?

Cliente oculto

Acaba de ser divulgada a publicação Supervarejo com a segunda pesquisa nacional de cliente oculto, realizada pela empresa catarinense Mais Marketing, do jovem empresário Piter Santana. No levantamento junto a 135 empresas do país, a melhor nota em atendimento foi a Rede Hippo, de Florianópolis, que alcançou índice de 100% enquanto a média nacional ficou em 79%. Nesse levantamento, o pesquisador se passa por cliente (oculto).  

Previdência

O plano da equipe econômica do governo federal é divulgar o projeto de lei com as sugestões de mudanças para a aposentadoria dos militares na próxima semana.

STF

Decisão da 1ª Turma do STF de suspender pagamento de 25% adicional a aposentados que precisam de acompanhantes mostra que o Judiciário começa a apoiar mais firme a reforma da Previdência. 

Em novembro, o preço do leite registrou nova queda em Minas Gerais.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER