Como já era previsto desde o ano passado o número de vacas na Ucrânia continua caindo. Os números atuais são de 1,56 milhões de cabeças em janeiro de 2022. 
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Como já era previsto desde o ano passado o número de vacas na Ucrânia continua caindo. Os números atuais são de 1,56 milhões de cabeças em janeiro de 2022.

As fazendas leiteiras ucranianas são divididas em grandes empresas industrializadas ou pequenas unidades familiares tradicionais.

De acordo com a Associação de Produtores de Leite da Ucrânia, o número total de vacas nas grandes fazendas industriais foi de 422.100 vacas, o que representa uma queda de 0,4% ou 1.800 vacas em comparação com a data correspondente no ano passado. As fazendas familiares possuem 1,14 milhão de vacas, 8,6% ou 107.900 vacas a menos que no ano passado.

 

Guerra gera futuro incerto para o setor de laticínios

Com o aumento do acesso à tecnologia, a indústria de laticínios ucraniana continua melhorando e, no futuro, uma porcentagem maior de vacas deve ser alojada gradualmente nas fazendas industriais.

Essa era a esperança antes da invasão russa, mas, agora, o futuro traz um grau de incerteza, pois os produtores e suas famílias fugiram de várias regiões, deixando muitos animais à própria sorte.

 

Números de fazendas leiteiras na Ucrânia

As últimas estatísticas mostraram que as regiões da Ucrânia com o maior número de vacas leiteiras em fazendas industriais foram

  • Poltava, com 54.200 vacas;
  • Cherkasy, com 42.600 vacas;
  • Chernihiv, com 39.600 vacas.

As regiões que aumentaram o número de vacas incluíram Kherson (aumento de 11,9% para 6.600 vacas), Mykolaiv (aumento de 6,6% para 6.500 vacas) e Volyn (aumento de 5,7% para 18.500 vacas).

Além disso, as regiões com o maior número de vacas nas unidades familiares menores incluíam Khmelnytsky (95.700 vacas), Odessa (77.500 vacas) e Transcarpathian (77.100 vacas).

 

Em termos de produção de leite, a Ucrânia produziu 522.100 toneladas de leite em janeiro de 2022, 1,5% a menos que em janeiro de 2021.

Isso foi dividido em 243.300 toneladas ou 46,6% do leite produzido por fazendas industriais, o que representa um aumento de 7% em relação ao último ano e 278,8 mil toneladas na agricultura familiar.

Podemos convoca o governo regional a “arregaçar as mangas” e comprar ações em empresas estratégicas para garantir suas raízes no território.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER