Um experimento da Embrapa Cerrados colocou vacas em áreas com sombra de eucalipto por um período de 33 meses. O resultado foi um aumento da produção de leite desses animais de 22%. Além disso, o produto apresentou bem mais qualidade em relação aos demais animais não testados.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Um experimento da Embrapa Cerrados colocou vacas em áreas com sombra de eucalipto por um período de 33 meses. O resultado foi um aumento da produção de leite desses animais de 22%. Além disso, o produto apresentou bem mais qualidade em relação aos demais animais não testados.

As vacas Gir Leiteiro, que participaram do projeto de pesquisa, provaram a importância de oferecer aos animais condições confortáveis para o bom desempenho reprodutivo, destaca a Embrapa, por meio de nota.

O leite dos animais que estavam vivendo na sombra apresentou 6% a mais de extrato seco desengordurado, que é o extrato seco total menos o teor de gordura. Esta característica é muito valorizada pelos laticínios.

A temperatura corporal média dos animais também apresentou um recuo durante o estudo, de 3%. Segundo o Centro de Tecnologia de Raças Zebuínas Leiteiras (CTZL), parceiro da Embrapa, em dias quentes os animais têm estresse por calor, o que compromete a produção e a composição do leite.

Além disso, de acordo com o CTZL, quanto mais calor, mair o comprometimento da reprodução das vacas e do comportamento ingestivo, formado pela ingestão, ruminação e repouso.

Outro resultado específico sobre os animais foi a produção quatro vezes maior de embriões em comparação com as bovinas que estavam no sol.

Para a Embrapa, a integração de árvores na áreas de pastagem se mostra cada vez mais uma alternativa sustentável de produção agrícola e cresce no Brasil cerca de 10% ao ano.

O preço médio da cesta de derivados lácteos variou negativamente no mês de novembro/2021. Na média ponderada, a retração foi de 7,21%, em relação dos preços observados pela indústria de laticínios no mês anterior. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (29/11) no Boletim de Mercado do Setor Lácteo Goiano.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER