A pesquisa analisou quase 20 anos de informações e mais de 1 milhão de vacas.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Vaca
Vacas com conformação funcional mais correta vivem e produzem mais leite

Como a conformação física da vaca se relaciona com características economicamente importantes na indústria leiteira atual? Um estudo recente concluído pela teve como objetivo avaliar essas relações usando dados de classificação linear e registros de produção de DHIA.

O conjunto de dados cobriu quase 20 anos de informações e inclui mais de 1 milhão de vacas.

Importância da conformação

De acordo com os resultados deste estudo mostram claramente que vacas com conformação funcional mais correta vivem mais e produzem mais leite.

Os programas de classificação de tipo linear estão bem estabelecidos como um método para avaliar a conformação física de características economicamente importantes. Vacas com escores mais altos estão mais próximas da conformação física ideal para uma vaca holandesa.

Os animais da primeira lactação no quartil superior para classificação final (pontuações finais entre 82 e 89 pontos) produziram 1.537 libras a mais de leite corrigido para energia em 305 dias do que aquelas no quartil inferior (76 pontos ou menos). Como resultado, usando um preço de leite de longo prazo, de $ 20/cwt, essa diferença representa $ 307 a mais em receita bruta. Os dados se referem a primeira lactação.

As vacas incluídas na análise foram divididas em quartis, com um número igual de vacas em cada quartil.

Figura 1

ECM de 305 dias da primeira lactação por quartil de pontuação final.

conformação
Foto: Holstein Association USA

Em seguida, olhando para o leite com correção energética (ECM) ao longo da vida, comparando o quartil superior ao quartil inferior, as vacas com pontuação mais alta produziram 13.389 libras a mais de ECM ao longo de suas vidas do que as vacas no quartil inferior

Figura 2

conformação
Foto: Holstein Association USA

Usando um preço de leite de longo prazo, de US$ 20/cwt, essa diferença representa US$ 2.678 a mais na receita bruta de leite por vaca ao longo de suas vidas. Ao mesmo tempo, entre as características de classificação linear individual, as características de úbere e pés e pernas foram as mais correlacionadas com a produção de leite e as medidas de longevidade.

Além disso, quando se olha para os dias de vida em leite (DIM), as vacas no quartil superior para a classificação final tiveram 142 DIM de vida a mais do que as vacas no quartil inferior.

Este grande conjunto de dados fornece uma nova visão sobre a importância da conformação física para a produção e longevidade. Esses resultados também mostram que a classificação linear quantifica bem as características de conformação física economicamente importantes.

Dessa forma, à medida que a indústria de laticínios se concentra na sustentabilidade, a criação de vacas que duram mais é cada vez mais importante. Esses resultados demonstram a importância da seleção de vacas leiteiras funcionalmente corretas para a rentabilidade leiteira.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER