Animais não ficam em um confinamento convencional. Segundo produtor, ao viver em um ambiente com serragem, terra e esterco compostado, vacas ficam mais 'relaxadas'.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email


Sistema de compostagem melhora bem estar de vacas em Rolândia

Sistema de compostagem melhora bem estar de vacas em Rolândia

Após adotar um modelo que permite que as vacas vivam mais livres, fora do confinamento tradicional, sobre um terreno de compostagem, uma propriedade em Rolândia, no norte do Paraná, viu animais produzirem até 10 litros a mais de leite por dia.

A terra que forma o chão para os animais é formada por serragem, terra e esterco compostado. Com o sistema ocorre uma fermentação nos níveis mais profundos da compostagem que mata bactérias.

Com os devidos cuidados, o ambiente reduz problemas de saúde das vacas e ainda deixa os animais mais relaxados, descansando em um terreno ‘fofinho’.

“Um animal estressado transmite esse estresse na qualidade do leite”, diz o produtos Louis Braudaz.

Vacas são criadas com mais espaço e em um terreno mais confortável, em Rolândia — Foto: Reprodução/RPC

Vacas são criadas com mais espaço e em um terreno mais confortável, em Rolândia — Foto: Reprodução/RPC

Quando as vacas ficam deitadas, relaxadas, significa que estão se sentido confortáveis. E, assim, produzem mais leite.

As novas práticas incentivaram a propriedade a reinvestir na produção de leite. Nos últimos anos, de 270 animais, a propriedade aumentou para 680 vacas – 350 delas em plena produção de leite.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER