O valor de referência do leite a ser pago ao produtor em julho é de R$ 3,4163 o litro, 19,17% acima do preço consolidado em junho, que ficou em R$ 2,8667, acima também da projeção do mês passado, de R$ 2,6551.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Melhor remuneração ao produtor, segundo o coordenador do Conseleite, vai evitar que mais famílias desistam da atividade | Foto: Alcides Okubo Filho/Embrapa/Divulgação

Definido na reunião desta semana do Conselho Paritário Produtores/Indústrias de Leite do Estado do Rio Grande do Sul (Conseleite), o valor referência teve, segundo o coordenador do conselho, Eugênio Zanetti, se não a maior, uma das maiores altas neste ano. O cálculo é feito pela Universidade de Passo Fundo (UPF), com base nas planilhas de custos da indústria e dos produtores nos primeiros 10 dias do mês, para pagamento a partir de 15 de agosto do leite entregue em julho.

“Esse reajuste é fruto de toda a negociação que fizemos para atualizar os custos do produtor de leite, que até o início deste ano estavam fora da realidade”, comenta Zanetti. O dirigente afirma que o valor também reflete os custos da indústria, pressionada por aumento de insumos variados, entre eles as embalagens. Com a melhora na captação, já que o Rio Grande do Sul está em momento de safra, com larga oferta de pastagens para o gado leiteiro, o coordenador acredita que o preço pago ao produtor deve se estabilizar por volta de R$ 3,00 nos próximos meses.

De acordo com Zanetti, esta melhora na remuneração ao produtor é muito importante para que a atividade leiteira no campo se mantenha, evitando a desistência de mais famílias de atuar no segmento.. Ele reconhece que os novos patamares influenciam o preço ao consumidor, mas considera especulativo o litro do leite estar sendo vendido em alguns locais por até R$ 7,00.

Dados exibidos no site do conselho demonstram que, em relação ao mês de março – quando o colegiado voltou a divulgar o indicador – o valor de referência do litro do leite aumentou R$ 1,2504, subindo de R$ 2,6159  para R$ 3,4163. Comparado a outubro de 2021, quando o conselho suspendeu a divulgação, o aumento foi de R$ 1,7700.

O rigoroso controle de custos e as melhorias de produtividade permitem que a Danone compense até certo ponto o aumento dos custos.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER