A pecuária de leite em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) será o tema de um dia de campo realizado na próxima sexta-feira, dia 22, no campo experimental da Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (MT).
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Agrossilvipastoril
Foto: Gabriel Faria

 O evento é promovido em conjunto com a Coopernova e com a Prefeitura Municipal de Sinop. As inscrições para o dia de campo são gratuitas e poderão ser feitas no local do evento, a partir das 8h.

Após a abertura e apresentação da base experimental de pecuária leiteira da Embrapa Agrossilvipastoril, os participantes serão divididos em grupos e percorrerão um circuito de quatro estações, que abordarão temas como pastagem, suplementação do rebanho, qualidade do leite e gestão da propriedade.

Na estação sobre pastagens, Aline Barros da Silva, da UFMT, apresentará os principais resultados da produção de forragem em sistema agrossilvipastoril. Já o pesquisador da Embrapa Alexandre Nascimento falará sobre o balanço de carbono na ILPF.

Os aspectos importantes na suplementação do gado leiteiro em sistema integrado de produção serão o assunto abordado por Indiara Liesenfeld, da UFMG, na estação seguinte.

A terceira estação contará com apresentação sobre as boas práticas para uma boa qualidade do leite feita por Maurício Junior dos Santos, da Coopernova.

Por fim, o tema gestão da propriedade leiteira e os aspectos importantes da metodologia de assistência técnica e gerencial (ATeG) será abordado pela equipe do Senar-MT.

O Dia de Campo sobre Pecuária Leiteira em Sistemas Integrados de Produção (ILPF) faz parte das ações de transferência de tecnologia para sistemas ILPF em Mato Grosso, com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio de Termos de Execução Descentralizada. É também parte da cooperação técnica entre Embrapa Agrossilvipastoril, Coopernova e Prefeitura Municipal de Sinop.

O evento conta também com apoio do Senar-MT, Unipasto e UFMT por meio do Grupo de Estudos em Pecuária Integrada (Gepi) e do Núcleo de Pesquisa em Pecuária de Leite (NP Leite).

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER