UaiCup, caneca que testa a qualidade do leite, é a campeã da maratona de inovação da Embrapa Gado de Leite. As medalhas de prata e bronze são aplicativos para monitoramento da sanidade animal.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

UaiCup, caneca que testa a qualidade do leite, é a campeã da maratona de inovação da Embrapa Gado de Leite. As medalhas de prata e bronze são aplicativos para monitoramento da sanidade animal.

Após oito dias, noites e madrugadas de trabalho intenso, dividido entre criação, mentorias, elaboração de projeto e apresentação do produto, o Vacathon 2020 – maratona de inovação da Embrapa Gado de Leite e etapa do movimento Ideas For Milk – premia as melhores soluções para os desafios da cadeia leiteira.

A equipe campeã é a Mimosa, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, que apresentou a UaiCup, caneca para análise da qualidade do leite, rastreio de antibióticos e outras vantagens para pequenos e médios produtores.

A medalha de prata ficou com a equipe Lac Tech, da Esalq/USP, de São Paulo, que desenvolveu a Moopocket, aplicativo para balança que armazena os dados do animal desde o nascimento até a vida adulta, proporcionando melhor controle de dados.

O terceiro lugar foi para a equipe Cow of Duty, da Unochapecó e Parque Científico e Tecnológico Chapecó@, de Santa Catarina, que criou o Owner View, aplicativo baseado em redes neurais que promete mais precisão na detecção de cio, o que resulta no aumento do sucesso na técnica de inseminação artificial.

Solução para o bolso dos pequenos produtores

UaiCup é uma tecnologia baseada nos fundamentos da IoT (Internet of Things) e tem como objetivo aumentar o ganho de cerca de 800 mil produtores (pequeno e médio portes) por meio do controle da qualidade do leite e da redução do descarte de leite devido ao uso de antibióticos.

Basta colocar 100ml de leite na caneca que os algoritmos processam as informações e o produtor recebe relatório completo sobre a qualidade do seu leite. Os dados ficam armazenados no aplicativo, facilitando o controle da produção via histórico e análises mais aprofundas.

As análises são feitas em vários compartimentos diferentes da UaiCup. Parte do leite analisado é armazenado em um compartimento na alça da caneca e pode ser usado para reamostragem ou contraprovas. Segundo a equipe Mimosa (UFRJ), o diferencial da UaiCup é a capacidade de fazer mais análises ao mesmo tempo, menor custo e tecnologia embarcada no dispositivo.

Além disso, a solução faz a triagem de antibióticos por animal, individualmente, em poucos minutos. Laura Bahiense, professora da UFRJ, que em parceria com o professor Cláudio Miceli de Farias coordenou os trabalhos da equipe Mimosa, desta que o Vacathon é muito importante em vários aspectos: “A participação no Vacathon trouxe grande aprendizado para os alunos, não apenas sobre os desafios enfrentados pela cadeia do leite, mas também pela oportunidade de competir em grupo: eles souberam respeitar e valorizar as diferentes habilidades de cada componente e, com isso, geraram um ambiente de trabalho solidário, criativo e motivante. Foi muito bacana ver isso acontecer”, comemorou.

Votação

35 times de universidades do Brasil, Angola e Argentina apresentaram suas ideias no Vacathon, sendo avaliados por cerca de 160 juízes – profissionais de várias áreas, que fazem parte da cadeia do leite e ecossistema de inovação no Brasil.

Os critérios usados para avaliação dos projetos foram: impacto econômico, visão de futuro, barreiras de entrada e desenvolvimento e execução da proposta.

Paralelamente, houve participação das torcidas em uma votação simbólica, que atingiu a incrível marca de 42 mil votos, provando que o Vacathon mobilizou as universidades, chegou a todos os cantos do país, atravessou as fronteiras e cruzou o Atlântico.

O Chefe-geral da Embrapa Gado de Leite, Paulo Martins, destaca a importância do trabalho de equipe. Ele agradeceu a todos os realizadores e patrocinadores presentes nesta etapa do movimento Ideas For Milk. Martins lembrou a mudança de planos com a chegada da pandemia e o comprometimento de todos para a realização do evento em novo formato.

“O evento virtual nos proporcionou receber as equipes da Argentina e de Angola. Tenho certeza de que eles vieram para ficar. Aprendemos que é possível estar juntos apesar de estar distantes”, explicou Paulo Martins. Tereza Cristina acompanha diplomatas em viagem à Amazônia Ocidental Favoritismo de Biden anima soja na CBOT Como fazer os animais produzirem até 17% mais leite ‘Precisamos destacar o Brasil como potência agroambiental’ Brasil compra mega navio de soja americana, 38.000 ton!

O Chefe-adjunto de Pesquisa & Desenvolvimento da instituição, Pedro Arcuri, ressaltou a importância da colaboração dos 106 mentores que fazem parte do ecossistema de inovação da cadeia do leite, fundamentais para a construção das soluções mostradas durante a maratona de inovação. Desejou sorte aos vencedores e deixou um recado importante: “Aqueles que hoje não são os vencedores persistam e insistam, pois é dessa forma que caminhamos para o empreendedorismo”, finalizou Pedro Arcuri.

Quem faz o Ideas For Milk

O Ideas for Milk é realização da Embrapa Gado de Leite, em parceria com Agripoint, Bovcontrol, Ciatécnica, Texto Comunicação. Conta com o patrocínio de Sebrae, Tetrapak, Boehringer Ingelheim, TIM, Vaccinar, FAEMG/Inaes, Sistema Ocemg, Sistema OCB, Silemg, Nestlé, CLAAS, DSM/Tortuga, ABDI, JA Saúde Animal, Piracanjuba, Vivalácteos, Belgo Bekaert, SENAR/GO, ABIQ, Alta Genetics, Abraleite e Vivare. Apoio da Microsoft, KER Innovation e Revista Balde Branco.

Aumento acumulado nos últimos 12 meses atingiu 39,72%, aponta a Embrapa

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER