As importações de lácteos aumentaram em setembro, na comparação mensal, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). 
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

As importações de lácteos aumentaram em setembro, na comparação mensal, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

No mês, o volume cresceu 29,4% e os gastos 27,7% frente a agosto último.

O principal produto internacionalizado no período foi o leite em pó totalizando 8,7 mil toneladas e US$24,83 milhões.

Os principais fornecedores de lácteos para o Brasil, em volume, em setembro, seguem sendo a Argentina e o Uruguai, na sequência de importância, que juntos representaram 92,1% do total.

No acumulado do ano o volume importado pelo Brasil aumentou 5,1% na comparação com igual período de 2018.

As exportações de lácteos do Brasil tiveram novo aumento em setembro na comparação mensal. O volume cresceu 4,2% e o faturamento 7,8% frente ao mês anterior.

De janeiro a setembro, o volume exportado cresceu 13,0%, já o faturamento ficou praticamente estável, com queda de 0,1%.

Com a baixa demanda por lácteos no mercado doméstico, uma estratégia é destinar parte da captação ao mercado internacional.

Podemos convoca o governo regional a “arregaçar as mangas” e comprar ações em empresas estratégicas para garantir suas raízes no território.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER