Apesar dos desafios para a produção do leite em diversas regiões do Brasil, o Rio Grande do Sul teve um papel de destaque.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Custos – Apesar dos desafios para a produção do leite em diversas regiões do Brasil, o Rio Grande do Sul teve um papel de destaque.

No estado, a produção leiteira cresceu quase 81% entre 2004 e 2019. Segundo o sindicato da Indústria de Laticínios do estado (Sindilat), a produção passou de 2,3 bilhões para mais de 4 bilhões de litros por ano.

De acordo com o secretário-executivo do Sindilat, Darlan Palharini, apesar do crescimento na oferta, algumas indústrias têm enfrentado as mesmas dificuldades observadas pelos produtores em outras regiões do Brasil.

“A principal dificuldade tem sido com os custos de produção, especialmente na questão da dieta dos animais, com o milho e o farelo de soja. Por aqui, algumas propriedades têm buscado diversificar, trabalhando com alimentação a pasto e assim amenizar os custos de produção”, revela.

Acesse aqui a matéria na íntegra

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER